Share |

Por uma gestão participada e transparente

Mónica Candeias, candidata à União de Freguesias Luz e Santo Estêvão

Na Junta e na Assembleia da União de Freguesias da Luz de Tavira e Santo Estêvão,  o Bloco de Esquerda compromete-se a estabelecer uma nova relação entre os eleitos e os cidadãos: pretendemos promover uma Democracia Participativa. 

Pretendemos:

Promover o debate público do Plano de reordenamento e requalificação da zona central da Luz;

Promover o orçamento participativo, isto é, a possibilidade para os cidadãos definirem, concreta e democraticamente, a afetação dos recursos financeiros da autarquia, evitando-se o abuso de poder, o desvio de fundos e os favores a clientelas e amigos.

 

POR UMA JUNTA QUE SE PREOCUPE COM AS PESSOAS

Pretendemos  uma Junta de Freguesia com voz forte na defesa das exigências e necessidades da população, pois sabemos que com mansos cordeirinhos nada acontece durante quatro anos! 

Na União de Freguesias da Luz de Tavira e Santo Estêvão, o Bloco de Esquerda pretende:

 - Exigir determinação da Câmara Municipal na construção da variante da EN125; - A 125 continua a ser um lençol de água após um dia de chuva. Nem as pessoas podem circular nem os comércios podem funcionar;

 - Dar prioridade à construção de uma variante permitindo circular na Estrada de Santo Estêvão-Luz sem passar pela Estrada de Nossa Senhora da Luz;

 - Dar à Rua de Nossa Senhora da Luz um sentido único, criando a possibilidade de circulação interna aa Luz de Tavira;

 - Regularizar o piso e corrigir as bermas da Rua de Nossa Senhora da Luz;

 - Requalificar a nora e a zona envolvente do Pavilhão Gimnodesportivo e resolver as infiltrações que o afetam;

 - Exigir o alcatroamento da única rua ainda de terra batida da Luz de Tavira. Terminar a excomunhão dos moradores da Rua do Burguel;

 - Zelar pela manutenção da Estrada da Torre de Aires, a verdadeira marginal da Freguesia, embora requalificada está degradada; 

- Reparar o cais acostável que, embora relativamente novo, tem os flutuadores deficientes e está praticamente inoperacional;

- Colocar e coletores para separação de lixo; 

- Instalar e casas de banho públicas e pontos de apoio para caravanas;

- Criar e concessionar um “comércio de apoio” neste percurso, criando um rendimento e sobretudo uma presença;

 - Resolver o problema de escoamento no início da estrada EN125-Belmonte (Arroteia de Cima), devido a instalação incorreta de manilha;

 - Resolver o problema de manobra em alguns cruzamentos da Freguesia, de que é exemplo o entroncamento da caminho da Barrosa com a Estrada Luz-Santo Estêvão

 - Requalificar e melhorar as casas dos pescadores em Arroteia de Baixo;

 - Melhorar os sanitários em Arroteia de Baixo e sítio do Rato;

 - Aproveitar e dinamizar o uso do polidesportivo do Livramento e do campo de futebol Ataíde de Oliveira, com a criação de uma escola de futebol em articulação com estruturas desportivas locais e a Escola do 1º ciclo. O Polidesportivo de Santo  Estêvão tem uma piscina que não funciona.

A Junta de Freguesia não pode ser um emprego, mas uma missão!